sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

SERENATA PARA UMA JANELA FECHADA, de Augusto Bier

SERENATA PARA UMA JANELA FECHADA é o primeiro livro solo de poesias do jornalista e cartunista Augusto Bier. Depois de participar de algumas antologias nacionais, o autor resolveu fazer um experimento do seu trabalho nesta pequena obra, editada pela Nova Roma (Porto Alegre) em 2009. Com poesias curtas e tiradas humorísticas, a síntese chega emprestada dos trabalhos de humor gráfico, nos quais todo um noticiário precisa ser comentado num único quadro - assim levando o leitor a uma nova revelação. Entre suas influências estão Paulo Leminski, Manoel de Barros e Mário Quintana.

Bier é cartunista, poeta, jornalista (PUCRS), especialista em Educação (Unijuí) e mestre em Comunicação e Informação (UFRGS). Tem vários prêmios em salões de humor no Brasil e no exterior. Atualmente trabalha na assessoria de imprensa do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, em cujo site publica uma charge inédita diariamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário